***   Para Refletirmos   ///   O Irm. Tom Jackson é bem taxativo: “Quando tomei ciência de que os acordos de reconhecimento mútuo não ocorreram entre o Grande Oriente do Brasil e as Grandes Lojas estaduais, fiquei ciente da existência dos Grandes Orientes Independentes (COMAB) no Brasil. Da mesma forma que, na América do Norte, nós consideramos as Grandes Lojas como sendo regulares, devemos também considerar os Grandes Orientes Independentes como regulares, uma vez que foram consagrados da mesma forma de conformidade com o protocolo maçônico.  Sempre fiquei confuso pelo reconhecimento de algumas Grandes Lojas Estaduais, mas não de todas.  Ou todas ou nenhuma deve ser considerada regular.  [...]  Nos últimos 16 anos, tenho visitado Lojas e Grandes Lojas no Brasil em que Irmãos das três “formas” de Maçonaria (GOB, CMSB, COMAB) estavam presentes, considerando-se Irmãos e não encontravam qualquer dificuldade em expressar seus sentimentos de fraternidade.  Na verdade, esta experiência mudou meus pontos de vista com relação a alguns protocolos de reconhecimento ou compartilhamento de território.  Francamente, eu considero todos os Maçons do Brasil sob essas três “formas” como regulares.” Querem desmentido maior às tolices que tentam nos impingir?  O término da mensagem dele é tocante, pungente, mesmo.  Uma mensagem da mais absoluta fraternidade de um Maçom Universal aos Maçons Brasileiros: “É agora minha opinião que, para a Maçonaria Brasileira alcançar seu potencial maior, ela necessitará da vontade mútua de compartilhar seu território e/ou do reconhecimento mútuo entre todos. Muitos de vocês ouviram-me expressar meu sonho de ver toda Maçonaria regular trabalhando em uníssono como Irmãos.  Tenho concentrado muitos dos meus esforços nos últimos 35 anos neste sentido. Há muitos membros do Grande Oriente do Brasil (GOB), das Grandes Lojas Estaduais (CMSB) e dos Grandes Orientes Independentes (COMAB) – mesmo que minha Grande Loja não os reconheça – que tenho orgulho de chamá-los de meus Amigos e meus Irmãos.  Espero viver o bastante para ver o dia em que todos os Maçons do Brasil façam o mesmo.” Pois é, dois Altos Dignitários olham para nós e veem o que muitos de nossos dirigentes não veem, que só teremos a ganhar com a união, não com a unificação absolutamente ultrapassada.  Os Maçons Brasileiros, duramente atingidos e afligidos pelas pranchas hostis e segregadoras, sem nenhum amparo da Maçonaria Universal, também esperam maior altruísmo de seus dirigentes. Os Grão-Mestres brasileiros presentes à reunião da CMI em Madrid, neste ano de 2015, poderiam inspirar-se no exemplo deles dois dignitários e emular sua visão, grandeza e espírito maçônico.  Os Maçons Brasileiros desejam vê-los superar picuinhas eventuais, divergências locais e diferenças pessoais.  Maçonaria é mais do que o quintal da casa e jamais escrava de ambições desmedidas. Xenofobia de Maçons brasileiros contra Maçons brasileiros é simplesmente ridícula e absurda. PS - Acho que temos de repensar o que desejamos de nossos Grão-Mestres. Fiz este pequeno artigo em consequência da recente reunião da CMI, em Madrid. É extraordinário que dignitários estrangeiros olhem para nossa Maçonaria e nos entendam melhor do que nós mesmos. Leiam e digam se não estou com a razão. O que eles pensam e aconselham está na íntegra, anexo, e sem manipulação. Essa história de atribuir culpa de nossos atos a outrem tem que acabar.  João Guilherme C. Ribeiro, Empreendedor Cultural, é Maçom (Mestre Instalado). Deputy General Grand High Priest – Latin América e dirigente do Supremo Grande Capítulo de Maçons do Real Arco do Brasil.

Nas próximas eleições lembre-se das multas na Tamoios!

Tempo - Cº

Caraguatatuba
CPTEC - INPE
Foto Satélite
Previsão p/ 10 dias

Noroeste News

Nosso jornal esta disponivel em PDF caso não possua clique na figura é gatuíto!

Classificados

Jornal Completo

Edições Anteriores

2016

2017

WEBMAIL

Fale conosco

 x

Edição 1008 - Semana de 10/08 a 17/08/2016

Para entrar nesta edição clique na capa

 

 

 

 

 

 

  Pesquisar em nossos arquivos

Loading

 

Edições Anteriores

Fale conosco
e-mail: editor@noroestenews.com.br


©1998

Instituto Cesar Informática Ltda.

Rua Guarulhos, 157 - sala 4

Fone: 12 3883-3433

Caraguatatuba - SP

CEP - 11660-070